Como identificar um golpe financeiro e evitá-lo

Como identificar um golpe financeiro e evitá-lo
Share on facebook
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Como identificar um golpe financeiro e evitá-lo? A praticidade da tecnologia facilita diariamente a nossa rotina, permitindo realizar as atividades de maneira mais ágil. Mas com essa rapidez que a internet nos oferece, os criminosos acabam encontrando oportunidades para cometer fraudes.

Os golpes financeiros estão se tornando, infelizmente, mais constantes. Por isso, é tão importante estar sempre em alerta para a sua segurança e para a proteção dos seus dados.

Como identificar um golpe financeiro?

Golpes financeiros são feitos de diferentes maneiras. Pode acontecer no momento que você acessa um site não confiável ou recebe uma ligação de um número desconhecido, por exemplo. Os fraudadores conseguem acesso aos seus dados ou, em muitos casos, passam-se por funcionários de empresas, e entram em contato com suas possíveis vítimas solicitando informações pessoais.

No caso do golpe do empréstimo, por exemplo, os golpistas entram em contato oferecendo crédito pessoal com taxas muito baixas, na maioria das vezes utilizando nomes de instituições reais. Nessa modalidade, para liberação do crédito, eles solicitam um depósito antecipado com alguma desculpa: Taxa de Cartório, Taxa de Score, Taxa do Banco Central. É importante lembrar que solicitar o pagamento de taxas para a liberação de crédito é ilegal. A Finamax e nenhuma outra instituição solicita depósito antecipado.

4 dicas de como não cair em golpes financeiros

Pesquisar sobre a empresa

Pesquise sobre a empresa antes de contratar um empréstimo: os golpistas muitas vezes possuem sites e e-mails que simulam, com muita fidelidade, as comunicações oficiais das instituições financeiras. Desconfie caso o domínio for muito parecido, mas com pequenas diferenças. Por exemplo: finamax.net em vez de finamax.com.br.

Verifique no site do Banco Central

Verifique no site do Banco Central se a empresa está autorizada a realizar empréstimos: o Banco Central oferece ferramentas de consulta para que o usuário saiba quais empresas são credenciadas. Você pode fazer a consulta no seguinte link: https://www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/encontreinstituicao.

Certificado de segurança

Verifique os certificados de segurança da empresa: certifique-se sobre a política de segurança da instituição, sobre a preservação, proteção e garantia dos dados e informações dos clientes.

Informações das Instituições financeiras

Instituições financeiras não utilizam dados de pessoas físicas para realizar transações: antes de concluir qualquer pagamento ou realizar um contrato, verifique as informações da empresa e o CNPJ. Não realize nenhum pagamento se houver divergência de informações, ou se o pagamento estiver direcionado a uma pessoa física.

Lembre-se de nunca compartilhar seus dados pessoais nas redes sociais, e caso receba algum contato suspeito ou tiver alguma dúvida, procure os canais de atendimento oficiais. Caso alguém te ofereça crédito em nome da Finamax, comunique nossa Ouvidoria pelo telefone 0800-770-1333.

Fique atento ao golpe do WhatsApp e Pix

Os golpes financeiros também estão presentes por meio de aplicativos de mensagens, principalmente pelo mais utilizado, o WhatsApp. O golpe funciona da seguinte forma: os criminosos conseguem acesso à conta do aplicativo de uma determinada pessoa e, passando-se por ela, procuram seus amigos e familiares pedindo dinheiro. O contato geralmente diz que a pessoa passa por uma emergência, e que precisa de uma determinada quantia naquele momento, e que irá devolver o valor o mais breve possível.

Portanto, a atenção deve ser redobrada para que o “sequestro” do WhatsApp não traga dores de cabeça. O golpe pode ser evitado com medidas simples que podem ser feitas através do próprio aplicativo, dificultando a ação dos golpistas. O principal passo é ativar a verificação em duas etapas. Para criar essa barreira, acesse Configurações > Conta > Confirmação em duas etapas > Crie uma senha apenas de seu conhecimento, e não repasse-a a ninguém, em hipótese alguma.

É importante reforçar que nunca se deve informar código de validação ou senhas, portanto, o cuidado deve ser constante. Lembre-se que a chave Pix é diferente da sua senha dos cartões de crédito e débito ou de acesso bancário. A chave pode ser seu e-mail, telefone ou uma sequência de letras. Dessa forma, você usará a sua senha apenas para confirmar a transação. É importante sempre checar as informações antes de realizar qualquer transferência.

Crie uma senha segura

Como dito anteriormente, nunca se deve compartilhar códigos de validação ou senhas. Mas na hora de criar uma senha, é importante que ela seja “forte”, além de não ser utilizar em mais de um site. Pode ser difícil decorar tantas senhas, ainda mais por não ser recomendado anotá-las em bloco de notas no celular ou em cadernos. Mas atualmente existem sites e aplicativos que funcionam como um “banco de senhas”, gerando também senhas seguras, utilizando letras, números e símbolos.

Por fim, utilize a internet de maneira segura. É recomendável que dê preferência para sites confiáveis e, sempre que possível, digite o endereço no navegador. Uma dica é verificar se o mesmo possui o selo de segurança (um pequeno cadeado antes do endereço), o que evita que você acesse um desses sites “clonados”. Também não baixe aplicativos por canais alternativos às lojas oficiais Apple Store e Google Play. Com essas dicas e conhecimento dos riscos, você estará mais seguro na hora de utilizar um serviço financeiro online e navegar com mais segurança pela internet.

Leia também:

Compartilhe com seus amigos!

Share on facebook
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Posts relacionados

Leia Também

Deixe um comentário

Cookie consentimento

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação, veja a nossa: Política de privacidade.

Abrir chat
Precisa de ajuda?