Pular para o conteúdo

5 passos importantes de como planejar uma viagem

    As férias de fim de ano estão chegando, e para muita gente, é a época ideal para viajar. E depois de tanto tempo com restrições para a circulação de pessoas, a tentação é ainda maior! Caso você já tenha destino programado, boa viagem! Para aqueles que ainda não definiram o que farão, separamos algumas dicas simples para que você viaje com conforto, sem comprometer o seu orçamento. Afinal, não tem nada melhor que viajar com tranquilidade e com um bom planejamento financeiro.

    5 passos importantes de como planejar uma viagem

    1. Defina a viagem

    Comece planejando tudo o que vai acontecer na viagem: a época, quanto tempo durará, os destinos, quais são os pontos que serão visitados. Nessa etapa, todos os que viajarão devem participar. Caso você já tenha um orçamento definido, ele servirá como referencial: alguns destinos são mais caros que outros, e o mesmo vale para passeios que podem ser feitos em cada localidade. E a época de alta temporada, que varia conforme cada destino, também impacta todos os custos envolvidos. Então, quanto antes você começar a se planejar, melhor. Viagens mais longas para destinos mais caros exigirão um tempo maior de planejamento.

    Caso você não seja o tipo de pessoa com disposição para pesquisar tanto, há a opção de contratar serviços de uma agência de turismo. Em muitos casos, a agência pode conseguir preços bastante competitivos, sem contar que a experiência da empresa enriquecerá o roteiro.

    2. Compra de passagens

    Normalmente, um dos maiores gastos já seria com a passagem aérea. E elas foram alguns dos itens que tiveram maiores reajustes de preços nos últimos meses. Por isso, mais do que nunca, é um ponto sensível e que merece acompanhamento especial. Comprar as passagens com muita antecedência não é recomendável, pois as companhias aéreas podem lançar promoções. No entanto, deixar para última hora é ainda pior. Em geral, para viagens ao exterior, recomenda-se de dois a quatro meses; para viagens nacionais, de um a dois meses.

    Os pontos ou milhas podem ser grandes aliados também no momento de procurar passagens aéreas com o valor mais em conta. Os clubes de milhas são programas de fidelidade, geralmente oferecidos por operadoras de cartão de crédito ou companhias aéreas. A cada compra, você acumula pontos, podendo trocá-los por passagens. Algumas companhias aéreas disponibilizam programas de milhas em que você pode até mesmo comprar pontos para completar a quantidade suficiente para viabilizar uma passagem que você procura.

    Também há sites que “vendem” milhas não utilizadas por outras pessoas. Geralmente, pessoas com pontos prestes a expirar colocam o seu benefício à venda em sites especializados, emitindo as passagens a que tinha direito no nome de um eventual comprador. Por mais que não seja algo ilegal, não é algo recomendável, pois essa atitude viola a política da maioria das companhias aéreas. Portanto, consulte o regulamento de cada empresa antes de correr riscos.

    3. Onde se hospedar

    Na era da economia compartilhada, uma opção de hospedagem interessante é o Airbnb. Proprietários colocam seus imóveis à disposição para aluguel por períodos curtos, organizados de maneira prática dentro do site. Toda a negociação e comunicação é feita de maneira eletrônica. O preço é bastante atrativo em relação aos hotéis, e é possível alugar um quarto dentro de uma casa. Alguns anfitriões tornam a experiência ainda melhor, dando pequenos mimos (como doces ou uma garrafa de vinho) e dicas sobre a cidade.

    Mas, claro, essa não é uma dica para todos: é preciso ter um quê de espírito aventureiro em vez de optar diretamente pela segurança de um hotel. Uma dica é essencial: fique atento aos comentários daqueles que já ficaram nas acomodações. Dê preferência aos locais com muitas avaliações, boas notas e comentários positivos, pois somente quem ficou lá pode deixar opinião.

    4. Como programar um roteiro

    Programe com antecedência os passeios que fará no local: restaurantes, shows, parques, museus e o que mais interessar. Você pode usar aplicativos úteis nesse caso, como o TripAdvisor, para encontrar recomendações e indicações dos programas que mais interessam. Verifique se é possível comprar alguns ingressos com antecedência. Em muitos casos, há desconto em relação ao preço da bilheteria.

    A locomoção entre as atrações também é importante. Dependendo de seu destino, aproveite para andar a pé e utilizar o transporte público, para observar a paisagem e ter uma experiência de como é morar lá. Verifique a disponibilidade de aplicativos de transporte, como Uber, 99 e Cabify. Tenha o aplicativo do Google Maps (ou outro similar) e baixe o mapa de seu destino para que ele fique disponível off-line. Assim você não ficará perdido caso acabe o pacote de dados.

    5. Quanto dinheiro levar

    Imagine os gastos que terá com alimentação, passeios, traslados e lembrancinhas. Com isso, você já tem uma estimativa melhor de quanto dinheiro vai precisar levar para viagem. Aí, precisa definir como irá gastar tudo isso. O dinheiro em espécie é “barato”, pois tem uma taxação inferior às outras modalidades (muitas sofrem incidência do IOF), mas implica no risco de roubo. As instituições bancárias oferecem uma série de soluções em cartões, com a cotação da moeda estrangeira variando de acordo com a modalidade.

    A recomendação para a compra de moeda estrangeira (espécie ou cartão pré-pago) é que ela seja feita aos poucos, ao longo de um período. Assim, se a cotação subir muito você já comprou uma quantia antes; e caso a cotação caia, você também aproveitará. Algumas bandeiras de cartão têm algumas vantagens, como seguro saúde e seguro para a bagagem, caso a passagem seja comprada com o cartão. Além do imposto, verifique se há outras taxas e tarifas cobradas pelos bancos e corretoras antes de escolher onde comprar moeda estrangeira.

    Lembre-se…

    Com um bom planejamento, você desfrutará de ótimas férias com sua família, amigos ou mesmo viajando sozinho. O importante é lembrar de pesquisar com antecedência a melhor opção e custo-benefício. Boas férias!

    Leia também:

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.